16 de jul de 2009

Claro?!

Ora, Oras...
Quando é que tudo fica claro?
Se quando mais conhecimento tenho
Mais escuro tudo fica!
Quando tudo ficar claro
Por que tudo sei e á tudo domino
Não mais aqui estarei!
Talvez atravessando os portais do submundo
É onde me encontrarei!
Mas quando tudo ficará claro!?
Muitas vezes fico ansiosa por este,
Este que talvez seja “momento more”!
Mas quando claro em meus pensamentos
Fica esta situação, quero que tudo fique as escuras
De novo! E de novo volto ao marco zero!
Será que quero que tudo fique claro?
Será que necessito de tanta clareza?
Às vezes é claro que necessito
Mas, por vezes, prazer eu sinto no escuro!
Por Zeus, quando é que tudo ficará claro!?
Quantos deuses tenho? E os anjos? A mim protegem?
A Lua me passa a energia que sinto? Quanto clara ou escura no Céu?
Antes me sentia vergonhoso por nada poder responder.
Hoje e somente agora sinto-me orgulhoso por nada saber!
Agora e somente neste minuto que já se foi
Nada fica claro! Não quero nada claro!
Nada sei ao certo, ao claro!

Marcinha Luna
Manhã clara de inverno 2009