26 de out de 2012

Um pouco mais...



Acredito que tinha
Um pouco mais de vida
Onde busquei a minha.

Que talvez tivesse
Que pouco mais de amor
Onde ele acontece.

Um pouco mais de alegria
O meu coração
Gostaria.

Um pouco mais de calor
Para suportar
A dor.

Quero ser algo a mais
E percebo
Que sou capaz.

Vejo o brilho da lua
O calor do Sol
Quero enxergar e sentir
 Sempre mais.

Na medida
Desmedida
Ainda mais.

Sempre um pouco mais.
Sempre há mais.
Mais!

Márcia Alcântara
Primavera 2012

Mulheres Fascinantes


13 de out de 2012

A poesia


A poesia é uma escrita que cria.
A poesia é uma escrita que inebria.
A poesia é uma escrita que arepia.
 
Poesia não é possível prever.

A poesia é um acontecer.
A poesia é como tecer.
A poesia é um enaltecer!

A poesia não é possível prever.

É de amor.
É de dor.
Um clamor!

A poesia não é possível prever.

Tem  sentimentos escondidos.
Tem fatos acontecidos.
Tem corações partidos!

A poesia não é possível prever.

É de rima desrimada.
De substantivos conjugados.
De palavras inexistentes.
 
A poesia não é possível prever.

Márcia Alcântara
Primavera 2012.