4 de mai de 2010

Pelas Emoções...


Estou sendo guiada!
E agora escrevo aqui
Afetada, emocionada...
Apaixonada!

Agora pouco imaginava eu
Que a razão deveria me controlar
Me guiar sempre!

Mas os fatos arrebatadores
Eu não consigo
Controlar!

É culpa, pura e completa da emoção!
Me faz perder a razão que procuro...
Faz com que escape da realidade
Com muita facilidade!

A paixão simplesmente
Se apossa de mim, da minha mente,
Do meu corpo!

Fatos arrebatadores...
Eu não consigo controlar!

E vivo sempre assim
Alternando entre a sanidade
E a loucura...

É como uma epidemia interna
Em frações de tempo
A emoção me domina!
É como cura que a razão
Aparece!

Mas vivo adoecida!
Doença crônica, que enfraquece-me...
Não tem vacina ou alivio...

A emoção me contamina, sempre!
A razão me cura, quase sempre!

Das emoções arrebatadoras...
Eu não consigo me controlar!


Márcia Alcântara

Manhã arrebatadora de outono 2010