29 de mai de 2011

Mais pensamentos...

Eu sempre quis saber de mais...
Eu nem sabia o quanto isso me custaria.
Me custa saber que não sei de nada.
Me custa saber que nunca saberei de tudo.
Me custa entender o que sei.
Me custa não entender o que não sei.
Me custa entender o que não entendo e procuro saber.

Sou cobrada pelo pensamento.
Sou cobrada pela razão.
Sou cobrada pelo sentimento.
Sou cobrada dos fatos invisíveis.
Sou cobrada pelos fatos visíveis.

Eu sinto o que não entendo.
Eu falo do que sinto.
Escrevo e estou sempre fugindo...

Márcia Alcântara
Gélida noite de domingo, inverno 2011.