8 de ago de 2008

Perguntas sem respostas!

Ah! Muitas são as perguntas que procuro obter respostas!
Será que sou? E se sou...
Qual será minha razão de ser?
Quero ter consciência do menor
Detalhe que há, sinto que há...
Quero conhecer tudo
Mas e a vida, ela é curta?
Ou será que nós é que a encurtamos?
A minha será longa ou curta?
E a sua? Já parou para pensar?
Porque nós, somos tão diferentes
Porem iguais?
Diferentes em idade, raça ou cor,
Tamanhos e sentimentos
Mas iguais fisicamente
Perante a ciência.
Queria muito saber de tudo!
Mas a vida me soa curta
Será que tenho outra oportunidade
De vir aqui e conhecer ainda mais?
Não sei se sim ou se não.
Me parece que não tenho comigo
Memórias de outras vidas.
Ou será que tenho e não tenho consciência.
Nossa! Quantos mistérios!
Mistérios estes que somente o tempo,
Tempo este que não sabemos contar
É que possa talvez nos responder.
Responder a mim questões
Que guardo dentro de mim.

Marcinha Luna - inverno de 2008