24 de nov de 2011

Apenas um ensaio...um pensamento perdido!

Filosofia antes vista como magia
Antes poesia, astronomia...
Tudo rimava
Virou paixão, seduziu a razão
Era policia muitas vezes cínica
E todas as outras,  criticas.
Eram realidades
Políticas do outro
De todos os outros
Era um concerto
Um alivio ao tormento
Era foco principal na jornada.
Hoje desconcerto.
Jogada,largada num acostamento
Qualquer de larga estrada
Estrada de muitas saídas
Mas imperceptivelmente
De uma só entrada...
Marca-se por onde se deve sair,
Mas não há olhar que veja ou
Que tenha visto, em algum
Lapso de vida
Que na placa de entrada da estrada
Que permitiam em si todas as saídas,
As palavras formavam:
FILOSOFIA.


Marcia Alcantara
Por do sol de primavera 2011