12 de mai de 2010

Poesia da poesia

A poesia é mesmo
Algo poético.
Porém, nem sempre.
Pois as palavras que a compõem
São por vezes esquecidas...

Suas rimas ao longo
Do tempo, e que tempo!
Foram deixadas no horizonte,
Horizonte esse bem
Longínquo!

Mas uma coisa é certa:
O esforço que se fez
Para um dia entender
A poesia que se leu,
Com prazer
Nunca nem jamais foi esquecida...

Mesmo por que não é
Entendível!
Ela é
Sensível!

A poesia é Fantasia!
Abstratamente sensível!!!
Pensamento se confunde
Quando com a poesia se choca!
E chocado, admirado...
Vivo!

Na objetividade de um dito
Sem sentido, atinge em
Cheio meu ser, subjetivo!

Na poesia da poesia
Meu ser paira,
Paira num ar colorido
Condenado ao descolorir
em uma vida poetica que
nunca será descolorida....

Márcia Alcântara
Manhã de ventania, outono 2010.