5 de ago de 2010

Feliz

Por hora me sinto feliz!
Não busquei este sentir
Confesso ter sido infeliz
Agora busco sorrir!

Não sou a melhor das poetas
Tento fazer palavras rimar
Me sinto como uma borboleta
Livre e solta no ar!

Por hora me sinto feliz.
Livre arbítrio assumido
E agora sim aprendido.

Por hora estou livre
A vida é assim, me sinto
Como joaninha no jardim!

Márcia Alcântara
Inverno 2010