31 de ago de 2008

Sonho

Ouço por um chamado
Mas não identifico
De onde vem...
Fico em meus sonhos
Sou um sonho
Sou um sonhador.
Olho as estrelas, sonho.
Vejo a Lua, sou então um sonhador.
O dia nasce, o Sol brilha
Me aquece, ainda escuto um chamado
Mas continuo apenas a sonhar.
A tarde vem e a chuva cai,
Molha a terra, o verde se alegra
Continuo a sonhar...
O vento frio sopra,
As folhas das arvores
Chacoalham em festa
E voam dançando pelo ar
Elas se vão, parecem algo buscar
E eu continuo a sonhar...
A Lua novamente surge
Linda e brilhante
Um pouco menor que antes
Continua acompanhada das estrelas...
E eu continuo aqui a sonhar
Ouvindo o chamado, o chamado
Da vida, a vida é um sonho...
sou um sonho, sou um sonhador!

Marcinha Luna
Manhã de inverno de 2008
Paz, luz e harmonia!

24 de ago de 2008

Oh! Amor

Oh! O amor...
Como pode algo sem cor nem sabor
Encher o nosso ser e nos levar as estrelas...
Como pode o coração sentir algo que não vemos...
Mas que química é esta?
Que nos deixa a ficar como loucos
No mundo, sem ter consciência de nada
Consegue nos fazer ficarmos humildes
E ser como crianças, sem contar
O tempo e sem perceber o espaço
Ah! Como é bom perder
A noção de tudo o que há!
Ah! Amor...
Que enche a minha vida de perfume,
Me deixa nas nuvens feito um balão
Em um dia de pouco vento
Pairando no céu a contemplar
Tudo tudo o que há...
Perco a noção de mim
Tenho a penas consciência de que
És tu que me deixa assim...
Como obter respostas?
Delirando de tanto amor?
Acho que não, uma vez que
Me encontrei neste delírio
Vagando por sonhos e pensamentos
Procurando um meio de encontrar-me...
Quando o amor me invade
Fico desconcentrada, sonho acordada
Ah! Amor....


Marcinha Luna
inverno de 2006

17 de ago de 2008

Turbilhão de emoção


Um dia magico...

Saturno acorda de bom humor,cansado, porém feliz

pressente que o dia será quente

Turbilhão de emoção...

o Sol brilha no signo de Leão...

a Noite vem, brilhante e bela...

no céu as estrelas acompanham a Lua

que passeia pelo signo de aquario a

caminho do signo de peixes...

turbilhão de emoção...

De repente o Sol se encontra com a Lua

e com ela se cruza, abraça-a e beija

selando assim uma união...

Fica afasica...o Sol se vai...

a Lua fica...

turbilhão de emoção...

a noite segue, brilhante

perfumando a vida de todos

iluminando os caminhos escuros...

é momento de agradecer

pelos frutos semeados,

agradecer por que foram regados

pelo calor do Sol,

pelo brilho da Lua,

pelo orvalho e pela chuva,

pelo vento que passou pela terra,

terra esta que hospedou sementes...

turbilhão de emoção...os frutos são colhidos...

turbilhão de emoção!
Marcinha Luna - inverno de 2008

8 de ago de 2008

Perguntas sem respostas!

Ah! Muitas são as perguntas que procuro obter respostas!
Será que sou? E se sou...
Qual será minha razão de ser?
Quero ter consciência do menor
Detalhe que há, sinto que há...
Quero conhecer tudo
Mas e a vida, ela é curta?
Ou será que nós é que a encurtamos?
A minha será longa ou curta?
E a sua? Já parou para pensar?
Porque nós, somos tão diferentes
Porem iguais?
Diferentes em idade, raça ou cor,
Tamanhos e sentimentos
Mas iguais fisicamente
Perante a ciência.
Queria muito saber de tudo!
Mas a vida me soa curta
Será que tenho outra oportunidade
De vir aqui e conhecer ainda mais?
Não sei se sim ou se não.
Me parece que não tenho comigo
Memórias de outras vidas.
Ou será que tenho e não tenho consciência.
Nossa! Quantos mistérios!
Mistérios estes que somente o tempo,
Tempo este que não sabemos contar
É que possa talvez nos responder.
Responder a mim questões
Que guardo dentro de mim.

Marcinha Luna - inverno de 2008